Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Priscovero

Prisco e Vero foram dois gladiadores da Roma Antiga que lutaram entre si nos Jogos Inaugurais do Coliseu, que tiveram lugar no ano 80 d.C. Da união dos seus nomes nasceu este blogue.

Priscovero

História de Aljustrel

transferir (1).jpg

 

O povoamento do concelho é muito antigo, como o provam os dados arqueológicos, apesar de não se saber ao certo a época a que remonta a edificação da vila de Aljustrel. Crê-se, no entanto, que será uma das mais antigas do país.

 

Nesta região foram encontrados, em vários locais, vestígios da época romana, em especial ligados à exploração mineira. Quando os romanos ocuparam a Península, encontraram no local uma espécie de fortaleza e ali se instalaram, explorando as minas e utilizando as colinas como pontos privilegiados de observação.

 

Estácio da Veiga, na obra Antiguidades Monumentais do Algarve, escreve que «a exploração das minas dos Algares e São João do Deserto, perto de Aljustrel, data de tempos pré-históricos, e ainda na época romana uma e outra foram exploradas, e é por isso notável que então escapassem alguns artefactos pré-históricos; mas já muito posteriormente aquelas minas foram utilizadas durante o domínio maometano». Da ocupação árabe ficou como principal contribuição a toponímia.

 

A importância das minas de Aljustrel é assinalável, não só em termos económicos, mas também arqueológicos. As primeiras leis do trabalho em minas são das mais antigas que existem no mundo. Estão inscritas em tábuas, encontradas em 1906, nas escórias de Algares. Os romanos, eminentes juristas, estabeleceram um articulado de deveres e alguns direitos aos trabalhadores com regulamentação da atividade, que era administrada pelo Estado.

 

O concelho foi constituído, em 1252, através de foral concedido por D. Afonso III, foral esse que seria depois confirmado, em 1510, por D. Manuel I. Em 1225, todo o seu atual território fora já conquistado aos mouros, por D. Sancho II, e doado à Ordem de Sant'Iago. Nessa altura, o concelho abrangia um vasto território, que englobava o que hoje são os municípios de Aljustrel, Almodôvar, Odemira e Ourique e ainda terras de Beja, Ferreira do Alentejo, Castro Verde e Santiago do Cacém. Quando chegou o século XVI, tinha apenas duas freguesias, a da sede e a de São João de Negrilhos.